Estrias

Estria é uma atrofia da pele adquirida, que surge quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”. As estrias ocorrem mais em mulheres, podendo ser discretas ou exuberantes. O aspecto das estrias iniciais são lesões lineares rosadas ou avermelhadas, deprimidas ou discretamente elevadas e, na fase tardia, brancas com espessura e largura variáveis, sendo mais frequentes nas nádegas, coxas, abdome e costas. Não se sabe a causa, mas geralmente essas lesões aparecem após a distensão excessiva ou abrupta da pele que desencadeia uma inflamação e depois rompimento das fibras elásticas e colágenas. Podem ocorrer em diversas situações, como crescimento rápido durante a puberdade, aumento excessivo dos músculos por exercícios físicos exagerados, colocação de expansores sob a pele ou próteses (de mamas, por exemplo), gravidez, obesidade, uso prolongado de corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis e anorexia nervosa.  O tratamento das estrias representa um desafio e os resultados nem sempre são satisfatórios. O ideal é que seja realizado logo que elas surjam, na fase em que são recentes e rosadas. Os tratamentos conhecidos podem ser feitos de forma isolada ou em associação, sempre com acompanhamento dermatológico: tópicos; microdermoabrasão; radiofrequência microagulhada Agnis; laserterapia (Laser de CO2 fracionado isolado ou associado ao Laser Fracionado não ablativo ProDeep).